sábado, 30 de abril de 2016

Casal transforma Fusca em sebo para vender discos e livros em Cuiabá


O fusca, ano 1969, parece pequeno para tanta arte. São dezenas de livros, vinis, fitas cassetes, e obras de arte. Quando as portas do veículo se abrem, o sentimento de estar no passado é inevitável. Não é à toa que o sebo itinerante do casal Thiago Sinohara e Marília Bonna se chama ‘Rua Antiga’. Na vitrola, sempre toca um disco antigo. Com o sonho de levar cultura e arte a todos os públicos, eles rodam as ruas de Cuiabá com o veículo.

O que move o casal é o gosto pela arte. Ele é arquiteto por formação e aquarelista por paixão e, ela, jornalista e escritora. Há dois meses, o casal percorre as ruas e bairros de Cuiabá vendendo a baixo custo vinis antigos, livros e artigos de arte. “A proposta é que a arte faça parte do cotidiano, cada vez mais acelerado da cidade”, explica Thiago.

A ideia surgiu há algum tempo, mas tomou forma agora. No começo, a intenção era abrir uma galeria de arte com um espaço físico que misturasse tudo relacionado à arte. Não deu certo, mas a vontade foi maior.

O carro pintado de vermelho – que chama atenção por onde passa – já era usado para as atividades diárias do casal. O primeiro acervo de livros e vinis também era do casal, que resolveu se desfazer das próprias coleções para incentivar a leitura e o gosto pela arte.

O intuito não é comercial. Os itens expostos são vendidos à baixo custo. O sebo é um lugar para reunir as pessoas em volta das coisas que ficaram esquecidas na pressa do dia a dia e na rotina de cada um. “A gente quer que as pessoas deem um tempo para ouvir uma boa música, ler um poema ou só para bater um papo”, disse Thiago.

Depois de passar uma temporada no Rio de Janeiro, Marília iria se desfazer dos livros e vinis que deixou no outro estado. Até que a ideia do sebo itinerante tomou forma. “Nós demos um jeito de trazer todos os itens para começarmos nosso projeto”, conta.

Não há um dia certo, nem um ponto fixo para esse pedaço do passado estacione. Os pontos mais frequentes são em museus, em pontos da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) e praças. Hoje, o casal participa mais de eventos de arte e feiras de cultura.

Já com dois meses na estrada o acervo cresceu e paixão pela arte também aumentou. E além de vender, o sebo faz troca dos itens e recebe doação para manter o projeto. O número de vinis, livros é rotativo. Porém, atualmente o casal possui em torno de 100 discos, 40 fitas cassetes e 100 livros.

Apesar de colocarem a própria coleção à venda, Thiago e Marília têm artigos dos quais não se desfazem. Um vinil do segundo álbum do cantor e compositor Cartola é um deles. “Esse não sai de casa”, afirmou.



Do G1 .com

__________


Clique na capa do livro para saber mais.



Para saber mais, clique na figura

Dramaturgo, o autor transferiu para seus contos literários toda a criatividade, intensidade e dramaticidade intrínsecas à arte teatral. 

São vinte contos retratando temáticas históricas e contemporâneas que, permeando nosso imaginário e dia a dia, impactam a alma humana em sua inesgotável aspiração por guarida, conforto e respostas. 

Os contos: 
1. Tiradentes, o mazombo 
2. Nossa Senhora e seu dia de cão 
3. Sobre o olhar angelical – o dia em que Fidel fuzilou Guevara 
4. O lugar de coração partido 
5. O santo sudário 
6. Quando o homem engole a lua 
7. Anos de intensa dor e martírio 
8. Toshiko Shinai, a bela samurai nos quilombos do cerrado brasileiro 
9. O desterro, a conquista 
10. Como se repudia o asco 
11. O ladrão de sonhos alheios 
12. A máquina de moer carne 
13. O santuário dos skinheads 
14. A sorte lançada 
15. O mensageiro do diabo 
16. Michelle ou a Bomba F 
17. A dor que nem os espíritos suportam 
18. O estupro 
19. A hora 
20. As camas de cimento nu 

___________


Para saber mais, clique na capa do livro

________________

AS OBRAS DO AUTOR QUE O LEITOR ENCONTRA NAS LIVRARIAS amazon.com.br: 

A – LIVROS INFANTO-JUVENIS: 

I – Coleção Educação, Teatro e Folclore (peças teatrais infanto-juvenis): 

II – Coleção Infantil (peças teatrais infanto-juvenis): 
Livro 8. Como é bom ser diferente 

III – Coleção Educação, Teatro e Democracia (peças teatrais infanto-juvenis): 

IV – Coleção Educação, Teatro e História (peças teatrais juvenis): 

V – Coleção Teatro Greco-romano (peças teatrais infanto-juvenis): 

B - TEORIA TEATRAL, DRAMATURGIA E OUTROS
VI – ThM-Theater Movement: 

sexta-feira, 29 de abril de 2016

Pesquisa revela 'mapa' da linguagem no cérebro

mpartilhar
Image copyrightAlexander Huth
Image captionUma possível aplicação da pesquisa seria rastrear atividade cerebral de pacientes com dificuldade de comunicação, para depois comparar as informações com mapas de linguagem e determinar o que essas pessoas estão tentando dizer
Cientistas nos Estados Unidos conseguiram mapear como o cérebro organiza a linguagem.
Esse "atlas semântico" mostra, por exemplo, a ativação de uma região do cérebro em resposta a palavras sobre vestuário e aparência.
Os pesquisadores descobriram que esses mapas eram bem parecidos, e até nos detalhes, no pequeno grupo de voluntários que participou do estudo.
O trabalho de uma equipe da Universidade da Califórnia foi publicado na revista especializada Nature.
A ideia de que informações sobre o significado das palavras são representadas em certas regiões do cérebro, conhecidas como sistema semântico, já era conhecida.
Mas esse novo trabalho revela as minúcias dessa rede, que se espalha pela camada mais externa do cérebro humano.
Os resultados poderiam eventualmente ajudar pessoas que não conseguem falar, como vítimas de derrames, danos cerebrais diversos ou doenças neuromotoras.

Metodologia

Voluntários escutaram mais de duas horas de histórias veiculadas por um programa de rádio dos EUA enquanto permaneceram dentro de um equipamento de imagens por ressonância magnética. O próprio coordenador do estudo, Alex Huth, participou do experimento.
A equipe coletou dados sobre mudanças no fluxo sanguíneo e na oxigenação - indicadores de atividade - em diferentes áreas do córtex cerebral.
O córtex é a camada externa de tecido do cérebro, e desempenha uma trabalho chave em funções importantes como linguagem e consciência.
Image copyrightAlexander Huth
Image captionEstudo converteu dados de ressonâncias do cérebro em um mapa do tipo Thesaurus, que associa termos a conceitos, e palavras foram posicionadas nos lados esquerdo e direito do cérebro.
As imagens foram confrontadas com transcrições e marcações de tempo das histórias escutadas. Os pesquisadores então usaram um algoritmo de computador que pontuou palavras de acordo com sua proximidade em termos de significado.
Converteram depois os resultados em um mapa do tipo Thesaurus, que associa termos a conceitos, e as palavras foram sendo posicionadas nos lados esquerdo e direito do cérebro.
A equipe mostrou que o sistema semântico se distribui amplamente em mais de cem áreas diferentes nas duas metades (ou hemisférios) do córtex, e em padrões complicados que se repetiram nos participantes da pesquisa.
O mapa indica que muitas áreas do cérebro humano representam linguagem que descreve pessoas e relações sociais, mais do que conceitos abstratos.
A mesma palavra, porém, poderia se repetir várias vezes em diferentes áreas do mapa cerebral.
A palavra em inglês "top" (que pode significar bom, de alta qualidade e auge, ápice, entre outros sentidos) foi representada em partes do cérebro que respondem a palavras sobre vestuário e aparência, e também numa região que lida com números e medições.
"Nossos modelos semânticos são bons em prever respostas à linguagem em diferentes e grandes áreas do córtex", disse Huth, o coordenador do estudo.
"Mas também conseguimos coletar informações minuciosas que nos dizem o tipo de informação representada em cada área cerebral. Por isso essas mapas são tão empolgantes e têm tanto potencial", completou.
Desenvolvendo essa técnica, cientistas poderiam rastrear a atividade cerebral de pacientes com dificuldade de comunicação, e depois comparar essas informações com mapas de linguagem para determinar o que essas pessoas estão tentando dizer.
"Apesar de os mapas serem bem parecidos nas pessoas, também há diferenças substanciais", afirmou Jack Gallant, outro autor da pesquisa.
"Precisaremos de mais estudos em uma amostra maior e mais diversa de pessoas antes de podermos mapear essas diferenças individuais em detalhes."
Da BBC-Brasil

Clique na capa do livro para saber mais.



Para saber mais, clique na figura

Dramaturgo, o autor transferiu para seus contos literários toda a criatividade, intensidade e dramaticidade intrínsecas à arte teatral. 

São vinte contos retratando temáticas históricas e contemporâneas que, permeando nosso imaginário e dia a dia, impactam a alma humana em sua inesgotável aspiração por guarida, conforto e respostas. 

Os contos: 
1. Tiradentes, o mazombo 
2. Nossa Senhora e seu dia de cão 
3. Sobre o olhar angelical – o dia em que Fidel fuzilou Guevara 
4. O lugar de coração partido 
5. O santo sudário 
6. Quando o homem engole a lua 
7. Anos de intensa dor e martírio 
8. Toshiko Shinai, a bela samurai nos quilombos do cerrado brasileiro 
9. O desterro, a conquista 
10. Como se repudia o asco 
11. O ladrão de sonhos alheios 
12. A máquina de moer carne 
13. O santuário dos skinheads 
14. A sorte lançada 
15. O mensageiro do diabo 
16. Michelle ou a Bomba F 
17. A dor que nem os espíritos suportam 
18. O estupro 
19. A hora 
20. As camas de cimento nu 

___________


Para saber mais, clique na capa do livro

________________

AS OBRAS DO AUTOR QUE O LEITOR ENCONTRA NAS LIVRARIAS amazon.com.br: 

A – LIVROS INFANTO-JUVENIS: 

I – Coleção Educação, Teatro e Folclore (peças teatrais infanto-juvenis): 

II – Coleção Infantil (peças teatrais infanto-juvenis): 
Livro 8. Como é bom ser diferente 

III – Coleção Educação, Teatro e Democracia (peças teatrais infanto-juvenis): 

IV – Coleção Educação, Teatro e História (peças teatrais juvenis): 

V – Coleção Teatro Greco-romano (peças teatrais infanto-juvenis): 

B - TEORIA TEATRAL, DRAMATURGIA E OUTROS
VI – ThM-Theater Movement: